Pais x Expectativas

Essa semana ao assistir um final de uma novela, pude ver um diálogo muito interessante dos personagens, que me fez pensar muito sobre as expectativas que nós depositamos no outro, seja no filho, no marido, esposa etc e pouco damos margem para explorar o que ele carrega dentro dele e mostre de fato quem é e o que tem desejo de realizar na vida.

Vou tentar replicar uma parte da fala, o casal depois de muitos anos de casamento e filhos adultos, descobriram que estavam grávidos, com isso o marido fala a esposa:

- E agora como será nossa vida daqui para frente com o nosso novo filho?

- Ah espero que seja maravilhosa, não, dessa vez vamos fazer diferente, sem criar nenhuma expectativa, chega de expectativas, quero dar oportunidade para conhecer nosso filho, saber o jeito dele, suas vontades e saber como ele será e descobrir como suprir sua necessidade com o que de fato ele necessita...


Não sei se consegui replicar com maestria as falas, mas quero enfatizar  a mensagem que se passa. Penso que se os pais pudessem internalizar profundamente esta fala, muitos danos na vida de um filho e inclusive de um pai e/ou mãe poderiam ser evitados, se pudessem imaginar  como essas expectativas podem ser doentias no cotidiano numa dinâmica familiar,se soubessem que as expectativas tem o poder de mudar o curso de uma vida, da profissão, da personalidade,  do jeito de ser na vida e que nem sempre podem ser satisfatórias pensariam melhor sobre isso.

Sei que as expectativas fazem parte de nossa vida e está incutido em nossa cultura e não pensar nela é quase impossível, mas que tal refletirmos nisso e tentar ao invés de priorizar afirmativas , fazer mais questionamentos: “Ele gosta...!”, pensar:  Do que ele (a) gosta?; Ele(a) é...! Pensar: O que ele(a) quer ser? Esses são só alguns exemplos que talvez possa dar margem para explorar o que verdadeiramente o outro deseja e espera da vida.

Texto meramente reflexivo, não dispensa a impôrtancia da psicoterapia
Por Suzidalia Brito
03/06/2016


0 comentários :

Postar um comentário